sexta-feira, 12 de setembro de 2014

NYFW#7


 Para os que duvidavam que Jason Wu fosse capaz de se enquadrar na visão de uma marca europeia esta segunda coleção para a marca alemã põe fim a qualquer duvida. Sem perder aquela referência de silhueta forte masculina, típica da Boss Jason introduz a leveza das transparências e das cores pasteis para contrabalançar a rigidez das formas. As cinturas marcadas e as bainhas subidas são introduzidas para que não esqueçamos que a mulher Boss é feminina e aprecia os pormenores que realçam essa mesma feminilidade. Adoro esta coleção. A sensação que deixa é que é eterna, tão eterna como as obras arquitetónicas que inspiraram Wu dos arquitectos portugueses Manuel e Francisco Aires Mateus e do norueguês Sverre Fehn.

P.S - Estarei atenta, no próximo Verão, às gladiadoras que sobem pela perna. Eu sei, eu sei que não são sandálias fáceis e não favorecem ninguém mas são lindas e quero-as.











2 comentários: